Pós-Graduação

Mobilidade Urbana

Descrição


O Brasil se tornou essencialmente urbano. Hoje, cerca de 86% da população brasileira mora e exerce suas atividades nas cidades exigindo, do poder público, ações capazes de dotar as cidades de infraestrutura e normas que permitam seu desenvolvimento de forma sustentável e que ofereçam às populações uma melhor qualidade de vida.

O rápido crescimento das cidades trouxe vários desafios, sendo um deles o da mobilidade urbana. A exclusão social, em razão de muitos não terem acesso regular ao transporte público; o alto número de mortos e feridos no trânsito; a ausência de medidas inclusivas de acessibilidade para idosos e deficientes físicos, são alguns desses desafios que se apresentam.

A mobilidade urbana pode ser compreendida como a área científica que trata os deslocamentos de pessoas e cargas nas áreas urbanas e, seu estudo propicia uma visão mais ampla do transporte urbano, acrescentando ao debate questões ambientais, de uso do solo e questões tanto econômicas como sociais.

Desde o início dos anos 2000, os tradicionais campos da engenharia de transportes e engenharia de tráfego, especialidades dentro da engenharia civil, passaram por transformações motivadas pela adoção da abordagem de mobilidade urbana. Este novo olhar para os deslocamentos das pessoas e bens na cidade permite conexões mais fortes com aspectos do desenvolvimento urbano e com o impacto social, econômico e ambiental do transporte. Além disso, trouxe luz e interesse a temas como mobilidade ativa (a pé e bicicleta) e logística urbana, antes pouco considerados frente aos grandes temas de transporte público e tráfego.

Desta forma, justifica-se plenamente a proposição de um curso de especialização em mobilidade urbana que complemente a formação de engenheiros e que tenha potencial de atrair pessoas de diversas formações, que passaram a se interessar pelo tema. A proposta do curso de especialização pode interessar a pessoas que atuam (ou pretendem atuar) como consultores de diversos campos, especialmente ambiental, além de setores produtivos como a logística urbana.

Além de se configurar um campo de conhecimento renovado para engenheiros interessados em atuação como urbanistas, a mobilidade urbana coloca em diálogo questões técnicas e sociais, passando a ser considerada como dimensão transversal para profissionais que atuam com política e projetos urbanos (arquitetos, geógrafos, advogados, entre outros) tanto do setor público quanto privado.

As Faculdades Kennedy, desde sua criação na década de 1960, inspirada no modelo da Escola de Engenharia Civil norte-americana, oferece um ensino de qualidade, na área da graduação, da pesquisa e da extensão, auxiliando na formação de lideranças capazes de atuarem na sociedade no sentido de desenvolvê-la, orientando-se pelos princípios de igualdade, de liberdade, de gestão democrática e de valorização do magistério.

Com objetivo de buscar melhorias para nossas vidas, as Faculdades Kennedy, estão sempre atentas aos desafios humanos como o crescente problema de mobilidade reduzida na maioria das médias e grandes cidades brasileiras.

Conforme pode-se observar, as pessoas gastam cada vez mais tempo para os seus deslocamentos diários, seja para o trabalho, estudo entre outros. Situação essa provocada pelo imenso crescimento da frota de veículos, somado a expansão urbana não planejada indicando a necessidade do planejamento da cidade para as pessoas em detrimento aos veículos com maior envolvimento e empoderamento da população.

Pensando neste novo paradigma, as Faculdades Kennedy buscou no mercado profissionais com comprovada experiência para criar um curso que possibilite a Formação de profissionais de alto nível técnico e metodológico, capazes de propor e implementar políticas, planos e soluções de transporte e de trânsito. Que esses profissionais também sejam capazes de estabelecer procedimentos para a identificação dos problemas, sua análise crítica, a elaboração de alternativas de melhoria e detalhamento das proposições de intervenção no sistema de mobilidade.

Alicerçadas em outras importantes conquistas como o Código de Trânsito Brasileiro, o Estatuto da Cidade e a criação do Ministério das Cidades, a Lei de Mobilidade Urbana, publicada em 03 de janeiro de 2012, que instituiu a Política Nacional de Mobilidade Urbana, mostra-se um marco para que medidas sejam baseadas de forma a fazer cidades mais seguras, humanas e sustentáveis. Esta lei também se apresenta como uma grande oportunidade para os profissionais da área, ou que pretendem entrar, uma vez que os planos de mobilidade e diretores das cidades precisam ser revistos e adaptados de forma a atender a nova legislação.

Coordenador


Coordenador
Prof. Ms. Fernando de Oliveira Pessoa
Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (1979) com mestrado em Ciências em Engenharia de Transportes pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1991). Atualmente é professor da Escola de Engenharia Civil das Faculdades Kennedy e Superintendente de Operações da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte S. A. Tem experiência na área de Engenharia de Transportes, com ênfase em Engenharia de Tráfego: Capacidade Viária, Operação de Trânsito, Estudos de Pólos Geradores de Tráfego.

Carga Horária

360h

Periodicidade das aulas

Quinzenal

Dias e horários

Sábados das 08:00 as 18:00

Duração do curso

12 meses

Início das aulas

09/11/2019

Vagas

40 vagas

Campus

Diamantina
Rua Diamantina, 491 - Lagoinha

Inscrição

R$ 150.00

Valor

Mensalidades a partir de R$ 215,03

Planos de pagamento em até 24x

Pós-Graduação
em Mobilidade Urbana


Preencha o formulário que entraremos em contato.

  • 0800 031 2103
  • Rua Diamantina, 463 - Lagoinha.
    Belo Horizonte / Minas Gerais

Fale Conosco


© 2019 Promove Pós. Todos os direitos Reservados